Colégio Verbo Divino

Colégio Verbo Divino » Fique Por Dentro » Notícias » Com "Cápsula do Tempo", 8º Ano trabalha técnicas de redação

Notícias

23/05/2018

Com "Cápsula do Tempo", 8º Ano trabalha técnicas de redação

Com

Na era digital, a boa e velha carta perdeu espaço. Mas não desapareceu. E as turmas do 8º Ano do Ensino Fundamental tiveram contato com esse meio de comunicação de uma forma especial. Cada aluno escreveu uma carta ... para si mesmo! E eles vão rever essa mensagem daqui a 10 anos. A atividade da "Cápsula do Tempo" foi prosposta pela professora de Redação, Luciana Paiva, para ilustrar o conteúdo do gênero textual de carta pessoal. 
 
O primeiro passo foi a exibição de uma reportagem que mostrou um grupo de uma escola pública de Barra Mansa que teve a mesma iniciativa e se reencontrou uma década depois. No teatro, os alunos assisitiram o filme "Cartas para Deus" para estudar mais detalhes desse gênero textual. Eles também pesquisaram sobre quantas pessoas ainda utilizam cartas nos dias de hoje. 
 
Em seguida, a professora passou uma proposta de estrutura para a carta. Os alunos tiveram uma semana para produzir o texto em casa. A ideia é que eles escrevessem sobre seus sonhos, desejos, segredos, expectativas ... e de como se imaginam daqui a 10 anos. As cartas vieram lacradas em envelopes, mas pelas conversas Luciana conseguiu saber um pouco do conteúdo delas. "Além das cartas, muitos colocaram objetos pessoais dentro do envelope. Teve gente que trouxe fotos, pulseiras, figurinhas da Copa do Mundo, cédulas de 2 reais para comparar a moeda corrente, eles foram muito criativos", disse a professora. O aluno Murilo Corrêa colocou o primeiro telefone celular dele. "É um aparelho que já estava com defeito e encostado no meu quarto. Achei que seria interessante abrir o envelope no futuro e lembrar como eram os celulares dessa época", disse Murilo, que revelou ainda o que escreveu na carta. "Dei alguns palpites sobre qual será minha altura, meu peso, como estará minha vida social, o que penso que gostaria de fazer nas horas de lazer, vai ser muito legal ler tudo isso uma década depois".
 
No dia 17 de maio eles prepararam um lanche coletivo para a entrega das cartas. Os envelopes foram colocados em latas de alumínio, que foram lacradas e separadas por turma. Alguns alunos se emocionaram, como a Júlia Carvalho, de 13 anos. "Eu já pensei na gente se encontrando daqui a 10 anos e lembrando dos tempos de escola, os momentos na sala de aula, vai ser especial", disse Júlia. Na carta, ela escreveu nomes de amigos, características pessoais e anotou o que gosta de fazer hoje, as roupas que veste e as músicas que escuta. "Vai ser incrível ler essa carta depois e comparar com minhas preferências de hoje, conferir se alguma coisa mudou. Adorei a atividade, porque, acima de tudo, aprendemos na prática como produzir esse tipo de texto", concluiu a aluna.
 
O encontro está marcado para o dia 20 de maio de 2028. Os alunos já estão ansiosos. E a professora Luciana, satisfeita com o resultado da atividade. "Foi muito produtivo, conseguimos trabalhar todos os elementos que compõem o gênero estudado e ainda promover essa experiência da cápsula do tempo. Agora é esperar o dia de abrir os envelopes", disse a educadora.
 

Fotos
cvd.online