Colégio Verbo Divino

Colégio Verbo Divino » Fique Por Dentro » Notícias » Escultura do CVD completa 15 anos e guarda significado surpreendente

Notícias

26/04/2018

Escultura do CVD completa 15 anos e guarda significado surpreendente

Escultura do CVD completa 15 anos e guarda significado surpreendente

Em 2003, um artista plástico que sempre passava em frente ao Verbo Divino reparou, no fim do canteiro de plantas que enfeitava a entrada do colégio, uma plataforma de concreto sem nada sobre ela. E todos os dias em que ele olhava naquela direção, o pensamento logo vinha à mente: uma obra de arte se encaixaria perfeitamente neste espaço vazio! E foi assim que Sílvio Fernandes começou a conceber a ideia da peça que há 15 anos embeleza a entrada de nossa escola.
 
 
Para colocar essa ideia em prática, Silvio fez um esboço e apresentou ao diretor do CVD na época, Ernesto Casiraghi. Era a logo do Verbo Divino com uma coruja descansando sobre ela. Feito à mão, o documento, que Silvio guarda até hoje, trazia todas as especificações técnicas da peça. Ernesto aprovou o projeto e autorizou a produção. O artista levou dois meses para preparar a obra de arte abstrata e expressionista. E não esquece o que ouviu quando ela ficou pronta. "Carla Casiraghi, uma das filhas do diretor, trabalhava no Verbo Divino e ao ver a escultura falou assim para o pai: 'Pai, ficou lindo, ele conseguiu'. Guardo essas palavras com muito carinho na memória", lembra Silvio Fernandes.
 
A parte da logo, com 1,20m de altura e de largura, é toda de ferro, com 8mm de espessura. A coruja, que tem 60cm de altura, foi feita com sucata de ferro, como parafusos, porcas e arruelas. E isso só é percebido se visto de perto. Olhando de longe é difícil reparar. Essa é umas das ideias do expressionismo. A peça inteira pesa aproximadamente 45 quilos. Mas a melhor parte está no significado da obra, que pouca gente conhece. Sílvio explica que a parte de trás da logo, que tem barras de ferro aleatoriamente combinadas, com formato indefinido, representa os alunos do colégio. "As crianças e os adolescentes sempre chegam cheios de dúvidas e incertezas, com uma grande diversidade entre eles, e foi essa incerteza, essa busca por qual caminho seguir que eu quis mostrar nessa parte da obra", disse o artista. Os 3 arcos da logo representam a instituição, o Colégio Verbo Divino. E as barras de ferro do meio, que ligam as duas estruturas, simbolizam os professores, que na visão do artista são o elo entre a escola e os alunos. Abraçando tudo isso, aparece a coruja, símbolo da inteligência. "Meu objetivo com essa obra foi mostrar a importância de alunos, professores e instituição caminharem juntos, sempre guiados pela sabedoria nas atitudes e nas decisões do dia a dia", disse Silvio. 

 
Quinze anos depois, mesmo com tantas mudanças e avanços tecnológicos, a escultura permanece firme e forte. O nome de Sílvio Fernandes e o ano em que a obra foi concebida estão gravados no suporte de metal. Ele ainda se emociona quando olha pra ela. "É uma realização pessoal poder ter uma obra de arte no Verbo Divino. Até porque sabemos que é um colégio que só absorve o que há de melhor em todos os aspectos. Significa muito pra mim como artista. Essa peça fez uma grande diferença no meu currículo", destacou o artista. 
 
E que currículo! Silvio Fernandes é contador por formação, ainda trabalha em seu escritório, mas desde 1992 se dedica às artes plásticas. É pintor e escultor expressionista e contemporâneo. Já participou de mais de 80 exposições no Brasil e no exterior, com obras expostas nos Estados Unidos e em Portugal. "Era um hobby que virou profissão. Continuo atuando como contador, mas também levo muito a sério o trabalho de artista plástico, a arte é minha grande paixão", concluiu Silvio.
 

 
 

Fotos
cvd.online